sexta-feira, maio 05, 2006

Link: Tecnofantástico

Escritor (premiado), editor (da extinta colecção Portal Devir), organizador (do evento Leituras, na Livraria LerDevagar), palestrante, ensaísta e formador (em inúmeras ocasiões), Luís Filipe Silva (LFS) tem feito de tudo um pouco no meio da Ficção Científica em Portugal.

Cunhou entre nós o termo Tecnofantasia, tornando-o na sua imagem de marca, tanto através de um Portal como de um blog.
E o que é a Tecnofantasia? Bom, nas palavras do seu criador...

A TecnoFantasia é o realismo mágico da era tecnológica. É o mito dos cientistas experimentais. É o imaginário infantil da geração informatizada. É a palavra de boca do homem de negócios. É o título que se transacciona no mercado das expectativas sociais. A TecnoFantasia sabe que o mundo já não pertence à Natureza, que é tão artificial, obediente e cego como um termóstato. Sabe que habitamos todos numa realidade virtual que funciona por consenso e regras e agendas temporais comuns. Sabe que o mundo entra em sintonia pela necessidade internacional de encontrar um ponto de entendimento e organização. Sabe que a plataforma actual não comporta mais a informação que processa.

Contextualização essa que vem acompanhada de um possível guia de leitura...

Alguns visionários afloraram ligeiramente a ideia da TecnoFantasia. No estrangeiro, Michael Swanwick com The Iron Dragon's Daughter, Bruce Sterling com Distraction e artigos científicos, os contos de Greg Egan, todos os livros do Neal Stephenson. Em Portugal, a GalxMente de Luís Filipe Silva seria o prenúncio, muito incompleto, da ideia, Pedra de Lúcifer de Daniel Tércio uma hipótese possível, e Terrarium de João Barreiros, um elogio fúnebre (inconsciente) da ficção científica disfarçado de homenagem ao género.

Intercalando momentos de actividade com momentos de inactividade (e que página pessoal não passa pelo mesmo?), aconselho-vos a aproveitar a actual fase de frenética actividade para visitarem o Portal e ficarem a conhecer um pouco mais o conteúdo do Tecnofantasia: notícias, contos e ensaios.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home