quarta-feira, dezembro 20, 2006

Carl Sagan Blog-a-Thon

Comemoram-se hoje... raios... é melhor por a coisa de outra maneira...

Fazem hoje 10 anos que morreu o astrónomo e divulgador científico Carl Sagan. Como indicava a capa da revista Time de 20 de Outubro de 1980 (tinha eu 9 anos!), um verdadeiro "showman" da Ciência.

Assinalando a data, foi organizado uma Blog-a-Thon, na qual podem participar todos os internautas interessados, preferencialmente possuidores de blogues. Para mais informações, podem começar pelo post no blogue do Nick Sagan, filho de Carl Sagan, escritor de ficção científica e uma das agradáveis visitas que tivemos em Portugal durante o Fórum Fantástico 2005.

Reconhecido tanto pela divulgação da causa espacial, da investigação SETI, das armadilhas das pseudociências, como pela sua fabulosa série televisiva Cosmos e pelos livros de divulgação científica (Cosmos (1980) é ainda hoje o livro científico mais vendido de sempre) e de ficção científica (Contacto (1985) - adaptado para cinema em 1997), Carl Sagan parece fazer mais falta do que nunca, num mundo cada vez mais necessitado destas figuras carismáticas (de pessoas como Richard Feynman (morreu em 1988), Stephen Jay Gould (morreu em 2002) e Stephen Hawking. Curiosamente, parece que a tocha foi agora levantada por um não-cientista: Al Gore!).

Pessoalmente, a imagem do excelente comunicador, misturando História e Ciência num discurso e cenários atraentes, ficou-me gravada da juventude, altura em que a série Cosmos foi exibida pela primeira vez na RTP. E acredito que terá sido um dos factores formadores para a minha escolha, anos mais tarde, por uma carreira científica de investigação... assim como pelo gosto pela literatura especulativa, principalmente pela ficção científica.

A série Cosmos foi recentemente editada em Portugal em DVD, e aconselho vivamente que a adquiram. Também a editora Gradiva tem publicado grande parte dos seus livros. Afinal, a melhor maneira de comemorar... oops... assinalar o seu legado.

2 Comments:

At 1/10/2007 10:50 da tarde, Blogger cc said...

Eu também cresci fascinado com a série Cosmos. Carl Sagan era fantástico e tem razão...faz muita falta.

 
At 1/21/2007 1:55 da manhã, Anonymous Efrain Maciel e Silva said...

“No final de 1996 o Universo ficou menor. Não porque tenha diminuído de tamanho, mas porque perdeu uma de suas mais brilhantes estrelas, o astrônomo norte-americano Carl Edward Sagan”. Este foi o sentimento de milhões de pessoas em todo o mundo ao saber da perda do maior e mais influente divulgador da ciência que já conhecemos.
Dia 20 de dezembro de 2006 fez 10 anos que perdemos Carl Sagan, neste mesmo período a humanidade vivenciou a mais rápida revolução tecnológica de nossa espécie, a computação e a internet cresceram de forma nunca antes vista, aproximando milhões de pessoas e possibilitaram centenas de descobertas científicas maravilhosas. O homem parece estar no ápice de seu conhecimento e isso tudo traria grandes alegrias a Sagan.
Infelizmente neste mesmo tempo continuamos a atacar e destruir “nosso” planeta como nunca, destruindo o meio ambiente, a camada de ozônio, as florestas tropicais, o solo fértil e ainda achamos tempo de criar guerras irracionais por razões ideológicas ou pelo esgotamento das fontes de recursos naturais, isso tudo é vergonhoso e inadmissível. Ainda somos uma civilização irresponsável e que cada vez mais destruímos o único lar que temos.
No entanto temos o conhecimento científico e a tecnologia para minimizar a destruição de nossa espécie e talvez de “nosso” planeta, e ultimamente tenho visto várias ações de conscientização sobre o tema, mas, a única forma efetiva de preservarmos a vida neste planeta é a ação global e conjunta de todos os seres humanos.
Há dez anos perdemos talvez a pessoa que mais amou “nosso” planeta e todas as espécies de vida que nele habitam, mas, felizmente seu legado influenciou milhões de pessoas em todo o mundo e sem dúvidas continuará influenciando por séculos e espero que consigamos viver estes séculos...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home